Documento sem título
 
Buscar notícia:
 Colunas
- Página Principal  
- Charge do Dia  
- To de Olho  
- Classificados  
- Espaço Aberto  
- Informática  
- Papel de Parede  
- Piada do Dia  
- Parabólica  
- Bancos  
 Links
- Busca  
- Esportes  
- Email Gratuito  
- Horóscopo  
- Notícias  
- Facebook  
- Portais  
- Sites Uteis  
- Wikipédia  
- You tube  
 Serviços
- Boletim Pecuário  
- Configura Email  
- Downloads  
- Fale Conosco  
- Meu IP  
Tempo
Webmail
Destaque Social
 
- 08/12/2016
Mulher faz aborto em clínica clandestina, passa mal e morre dentro de ambulância
A vítima morava na cidade de Jardim e teria feito o aborto em Porto Murtinho
Uma mulher de 26 anos, cuja identidade não foi revelada, morreu na última terça-feria (6) após fazer um aborto em uma clínica na cidade de Porto Murtinho, sudoeste do Estado.


A mãe da vítima registrou a ocorrência na polícia hoje de manhã (8) porque só soube da morte da filha por meio de uma ligação telefônica de uma amiga.


De acordo com o boletim, a vítima morava na cidade de Jardim com a amiga e esta ligou para a mãe e contou que ela estava grávida e havia viajado com uma mulher para Porto Murtinho para abortar.


Ao chegar na cidade, a jovem passou mal durante o procedimento e foi levada ao hospital da cidade, porém, escondeu do médico que teria realizado o aborto, dizendo que estava doente devido ao calor.


Com a saúde debilitada, a vítima ficou aguardando vaga zero para ser transferida para Campo Grande. Dentro da ambulância, em Jardim, a jovem morreu.


Na cidade, a mulher que fez o acompanhamento do aborto foi ao cartório e fez uma certidão de óbito constando insuficiência respiratória aguda e traumatismo craniano encefálico.


O corpo foi encaminhado para Campo Grande. A mãe da jovem quer que a polícia investigue o caso.

Fonte: Conjuntura On Line

Webmail
Publicidade
Enquete


© Todos os Direitos Reservados - ECONET - 2002 - 2007